sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Roda

Brinco
no largo
da minha infância,
girando
de mãos dadas
em roda de esperança.

Cresce,
por cada um
que a descobre,
aqui, no largo
da minha
terra,
e que connosco
quer brincar.

Um dia
a nossa roda
será tão grande,
tão grande,
que abraçaremos
todos, à vontade,
a nossa Terra
e o largo
seremos nós.

Sem comentários:

Enviar um comentário